Gerontologia

Site sobre gerontologia e estudos sobre o envelhecimento.

POEMA DA GARE DE ASTAPOVO

O velho Leon Tolstoi fugiu de casa aos oitenta anos
E foi morrer na gare de Astapovo!
Com certeza sentou-se a um velho banco,
Um desses velhos bancos lustrosos pelo uso
Que existem em todas as estaçõezinhas pobres do mundo
Contra uma parede nua…
Sentou-se …e sorriu amargamente
Pensando que
Em toda a sua vida
Apenas restava de seu a Gloria,
Esse irrisório chocalho cheio de guizos e fitinhas
Coloridas
Nas mãos esclerosadas de um caduco!

E então a Morte,
Ao vê-lo tão sozinho aquela hora
Na estação deserta,
Julgou que ele estivesse ali a sua espera,
Quando apenas sentara para descansar um pouco!
A morte chegou na sua antiga locomotiva
(Ela sempre chega pontualmente na hora incerta…)
Mas talvez não pensou em nada disso, o grande Velho,
E quem sabe se ate não morreu feliz: ele fugiu…
Ele fugiu de casa…
Ele fugiu de casa aos oitenta anos de idade…
Não são todos que realizam os velhos sonhos da infância!

Mario Quintana
Poeta Brasileiro
1906-1994



Leia o trecho abaixo da poesia de Quintana e tente fazer conexões com os temas apresentados na publicação Documento Sitges e na aula de Cecile Carson sobre a comunicação não verbal, ambos já disponíveis em nosso site.

“Apenas restava de seu a Gloria,
Esse irrisório chocalho cheio de guizos e fitinhas
Coloridas
Nas mãos esclerosadas de um caduco!
E então a Morte,
Ao vê-lo tão sozinho aquela hora
Na estação deserta,
Julgou que ele estivesse ali a sua espera,
Quando apenas sentara para descansar um pouco!”

Até que ponto de fronteira um idoso demenciado tem direito de exercer a sua autonomia?

Porquê a Morte só conseguiu identificar o que estava nas aparências?

É possível decodificar a linguagem do não dito?

Um pouco mais sobre Quintana…

AS INDAGAÇÕES
“A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas”.

Mario Quintana (Caderno H)

…”Nasci em Alegrete, em 30 de julho de 1906. Creio que foi a principal coisa que me aconteceu. E agora pedem-me que fale sobre mim mesmo. Bem! eu sempre achei que toda confissão não transfigurada pela arte é indecente. Minha vida está nos meus poemas, meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse uma confissão. Ah! mas o que querem são detalhes, cruezas, fofocas… Aí vai! Estou com 78 anos, mas sem idade. Idades só há duas: ou se está vivo ou morto. Neste último caso é idade demais, pois foi-nos prometida a eternidade”. …

Mário Quintana onde estarás , talvez rindo de nós a essa hora?

Link para o vídeo: Mario Quintana

YouTube Preview Image

Fontes:
confrariadomatriarcado
poetizando

conhecimentoLinks externos relacionados:

1- assisbrasil.org
2- releituras.com
3- fabiorocha.com.br

Nº do arquivo: 0001-090111

6 Responses so far.

  1. Thanks for the info, I will be checking in..thanks

  2. I got what you mean , thankyou for posting .Woh I am lucky to find this website through google.

  3. I have done extensive research on this subject, and agree completely with the way this was written. I only wish I had the eloquence to put it into quality writing. I will shurely make a link to http://www.gerontologiaonline.com.br/?p=303 on my site.

  4. Substantially, the blog post is actually the best on this worthy subject. I concur along with your conclusions and can thirstily appear forward to view your approaching updates. Saying many thanks will never just be adequate, for the phenomenal lucidity in your producing. I will directly get your feeds to stay knowledgeable of any updates. Delightful do the job and much accomplishment inside your business endeavors! Have a very good day

  5. Due to this post, I uncovered the knowledge I required to solve my problem. I will keep you informed of my findings. well organized website furthermore.

  6. I like this blog very much, Its a rattling nice berth to read and receive information.


download new movies